domingo, 27 de fevereiro de 2011

Giro Pelo Vale

Na manhã de quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011, aconteceu o 1° Encontro de Articulação e Criação do Circuito Turístico do Vale do Jequitinhonha. Estavam presentes representantes das cidades de Coronel Murta, Araçuaí, Itinga, Ponto dos Volantes, Jequitinhonha, Almenara, Medina, Pedra Azul e Itaobim.

O encontro teve como objetivo sensibilizar os participantes da importância de criação de um circuito turístico para a região. Neste processo de informação, articulação e organização contamos com a colaboração do senhor Rui Felipe Filho, representante da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais e do senhor Bruno de Sá, representante do circuito das Pedras Preciosas.

O próximo encontro está marcado para o dia 17 de março de 2011 em Pedra Azul – MG.


Fonte: Departamento de Turismo de Itaobim

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Coluna do Jô Pinto


Por quais caminhos anda a humanidade?

essa pergunta nos últimos tempos não me sai da cabeça, a 20 ou trinta anos atras tínhamos um objetivos sobre a vida, em especial familia, educação e trabalho, neste foco também pensávamos mais no meio ambiente, nas questões sobre a fome, desigualdade e tantas outras, claro que nem todos, mas mesmo assim participávamos das discussões nas associações de bairros, nas paróquias, tínhamos tempo para um dedinho de prosa no banco da porta de casa, visitávamos mais o vizinhos, vivíamos em comunidade de fato, principalmente nas cidade do interior. Hoje estamos cada vez mais longe desta humanidade, nos tornamos ilhas de nós mesmos, poderosos em frente a computador que nos dá todas as possibilidades, tanto de sermos o mocinho como o bandido. perdemos valores básicos difíceis de serem recuperados em mundo cada vez mais competitivo. Aquela máxima de que "Juntos somos mais fortes", ja se foi a tempos; a moda agora é " EU sou o mais forte" mas até quando? quando não restar mais nada a ser descoberto? quando a tecnologia se estagnar? será que voltaremos a idade da pedra? ficaremos menos inteligentes? será que voltaremos a ser mais sociaveis?. Por mais que eu tente não sei por quais caminhos anda a Humanidade?... Só espero que estejamos traçando o caminho certo para as futuras gerações.

Jô Pinto

Imagem Ilustrativa retirada da internet

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Memória Cultural


PATRIMÔNIO ARQUITETÔNICO DA REGIÃO DO VALE DO JEQUITINHONHA



Casa da Cultura de Itaobim - MG

Situada na Praça Marques Machado, este exemplar no estilo colonial mineiro, conta a história da formação do aglomerado do segundo centro da cidade, construída para servir de moradia após enchente de 1919, pertenceu a Arthur Pereira de Matos, um dos moradores antigos, o referido imóvel chegou a ser demolido em 1959, muda seus proprietários para Clemente Fagundes de Jesus que reconstrói novamente e que em 1990 vende para a Prefeitura de Itaobim, em estado de degradação, que inicia seu tratamento de recuperação em 2006 e só termina em 2008, somente em 2009 a casa é destinada a Casa de cultura do município.


Colégio Nazareth - Araçuaí-MG

Quando as Irmãs Franciscanas Penitentes Recoletinas de Oirschot-Holanda chegaram no Brasil e em Araçuaí no ano de 1926, uma nova e promissora página da história não só desta Congregação religiosa, mas para no Médio Jequitinhonha começaria a ser contada.

As destemidas missionárias iniciaram um colégio interno feminino que colocaria Araçuaí como referência em qualidade de educação no Estado de Minas Gerais. As edificações foram construídas sob os olhos das Irmãs que não mediram esforços e capacidade em edificar todo o conjunto que hoje forma o Colégio Nazareth.



Igreja Nossa Senhora do Rosário - Francisco Badaró-MG

A Igreja do Rosário é o templo religioso mais antigo de Franscisco Badaró.Embora não tenham sido encontrados registros documentais sobre a data de sua edificação, sabe-se que esta foi realizada no século XVIII.De acordo com o livro de Tombo da Paróquia desta cidade, o Governo Imperial da Província de Minas Gerais aprovou o Compromisso da Irmandade de nossa Senhora do Rosário e conforme também o requerimento da Mesa administrativa da mesma Irmandade ao Reverendíssimo Vigário Geral delegado do excelentíssimo Sr.Arcebispado da Bahia, pedindo aprovação na parte religiosa em 1846 ou 1847, conforme relata o Padre Bernardino de Souza Senna, o qual a Provisão do vigário Geral refere-se “Irmandade de Nossa senhora do rosário do Arraial de nossa senhora da Conceição de Sucurihú, filial a Matriz de Água Suja(atual cidade de Berilo)”, portanto a Irmandade do Rosário foi reconhecida, teve sua personalidade jurídica quando sua Capela atual Matriz ainda eram filiais da Matriz de Água Suja.

As Irmandades eram congregações religiosas muito divulgadas em Portugal. Foram introduzidas no Brasil e na África pelos colonizadores, através da catequese. A princípio congregavam apenas homens, geralmente de uma mesma nação. Assim, as Irmandades de nossa Senhora do Rosário dos homens Pretos, como o próprio nome indicava, agregavam negros e mulatos, cativos e livres, de uma mesma “nação” ou tribo.

De acordo com o calendário oficial da igreja Católica, a festa de Nossa Senhora do Rosário é celebrada no dia 07 de outubro de cada ano, mas a festa do Rosário de Francisco Badaró é feita terceiro final de semana do mês de Julho.


Ângela Gomes Freire





sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

O Vale a partir dos movimentos sociais


Fórum dos Movimentos Sociais do Vale do Jequitinhonha lança as pautas para 2011

Entre os dias 19 e 20 o Centro Missionário da Igreja Católica de Jordânia recebeu a primeira edição de 2011 do Fórum dos Movimentos Sociais do Vale do Jequitinhonha. O evento, que ocorre desde 1999, busca articular as entidades do Vale para discutir os problemas de cada microrregião (alto, médio e baixo Jequitinhonha) e buscar uma solução conjunta. Reforma agrária, educação no campo, desertificação, economia popular solidária e a violência contra a mulher foram as temáticas pautadas para 2011.
Ao todo participaram cerca de 30 pessoas de 15 instituições, entre elas sindicatos, entidades da Igreja Católica, movimentos ligados à questão agrícola e Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

No primeiro dia foram apresentadas as entidades presentes e feita uma análise da conjuntura nacional. Um dos principais pontos levantados foi a falta de políticas públicas mais atentas às realidades de cada região e dos movimentos sociais. Também foi feita uma avaliação dos 12 anos do Fórum, com discussões acerca dos papeis das comissões temáticas (forma escolhida pelas entidades para trabalhar os assuntos definidos como importantes) e da comissão executiva que é responsável pela organização e por representar oficialmente o Fórum.

No segundo dia foi dada continuidade às discussões acerca dos temas pautados para 2011 e definidas as ações a serem tomadas pelos movimentos. O Encontro Nacional da Articulação do Semiárido- Econasa, que será realizado em 2012, foi uma das principais discussões já que ele, provavelmente, será sediado em Minas Gerais. As entidades também perceberam a necessidade de ampliar a mobilização nas microrregiões e por isso definiram que deverão ser feitas reuniões em cada regional por uma comissão local antes dos próximos Fóruns.

Para José Nelson, representante da Caritas de Araçuaí (entidade da Igreja Católica ligada à formação e conscientização dos excluídos) as discussões foram muito ricas e têm mostrado um avanço do Fórum. A presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jordânia, Ieda Rodrigues, destacou também a importância do evento, que consegue articular diferentes opiniões e procura soluções conjuntas: ?Não é apenas uma entidade que assume as atividades?, afirmou. O próximo encontro será em Diamantina, nos dias 26, 27 e 28 de Abril com a perspectiva de ampliar o contato com a UFVJM que tem um Campus na cidade.

Fonte : http://www.ufmg.br/polojequitinhonha

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Coluna do Jô Pinto

BBBesterol NA TV BRASILIEIRA

A que ponto chegou a televisão Brasileira, a falta de criatividade para produzir programas que ajude na formação de opinião e dos bons costumes de nossos cidadãos é gritante. A uma invasão de programas de Realyti Show , que me enoja pela falta de criatividade e pelas situações absurdas o qual seres humanos pensantes, se ridicularizam em prol de dinheiro fácil, isto é no mínimo uma ofensa a sua dignidade. Não quero ser juiz da razão, mas assistir aos besteiróis produzidos pelo BBB e tendo como apresentador um dos mais importantes jornalista deste país, que ao longo de 11 edições se tornou igual aos participantes, simplesmente sem conteúdo. Até que ponto vale apena a exposição por alguns minutos de fama e de uma grana no bolso? O que este programa contribui para sua formação? Para seu caráter?... Este programa só serve para encher os cofrinhos da rede Globo. Pense bem antes de ligar sua TV para assistir aos nossos heróis da nave louca, pois um país que tem heróis como aqueles esta fadado a ser piada em todo resto da humanidade. Mude de canal assista algo produtivo em outro canal que informa e forma, como a TV Cultura ou futura, ou siga os conselhos de Luiz Fernando Veríssimo a respeito do BBBEm vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ler a Bíblia, orar, meditar, passear com os filhos, ir ao cinema..., estudar... , ouvir boa música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... , visitar os avós... , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir.