quarta-feira, 5 de março de 2014

Memória Cultural - Mercados

MERCADOS

Mercados Vale do Jequitinhonha  - Fotos: Internet
Pensando  na idéia de transformação das cidades  ao longo do tempo, seja em termos mais otimistas outras com novas possibilidades ,  vão criando seus arranjos, fato é que,  os mercados  também  são construções estratégicas  para o movimentar  de um município, pois o comércio  sempre se estabelece ao seu redor e consecutivamente  cria-se circuitos comerciais  e centrais.
O exemplo mais próximo deste movimentar no Vale do Jequitinhonha  é o Mercado de Araçuaí,  sua  primeira edificação  aconteceu  num local onde  hoje conhecemos como Praça Manuel  Fulgêncio, existia lojas, cadeia, comarca enfim tudo que cabia  numa cidade de interior, com  a inundação de 1919, quase tudo fora reconstruído, inclusive o mercado municipal, porém em outro local, próximo dali, porque o rio era o meio de  acesso e de transporte através das canoas.
O vínculo  com o meio de  transporte é outro  fator interessante para se observar, enquanto o rio era navegável e único , tudo se concentrava  em volta deste, o segundo mercado de Araçuaí foi edificado num local denominado atualmente como Praça Waldomiro  Silva, que  com o passar dos tempos perde sua posição estratégica  devido  as enchentes, mas  interessante  ainda, que surge consecutivamente a abertura das estradas, e o que fazer para atrair gente e comércio?_Mercado Municipal.
Surge assim o terceiro Mercado Municipal de Araçuaí,  através de um plano prioritário do prefeito da época, destinado a  mudança da cidade  para a parte alta, com terreno doado e apoio incondicional  da Cia Stanífera do Brasil ou Arqueana como é conhecida com verba de quatro milhões de cruzeiros, pagos em duas etapas para início de obras, assim temos as instalações,  atual do Mercado de Araçuaí , próximo as imediações de uma  BR.
Com o crescimento  habitacional e criação de novos bairros na cidade,  poderá o mercado transferir-se para outra região novamente?
Analisando desta maneira não é diferente de Itinga, Itaobim, Virgem da Lapa e tantos outros mercados  municipais da região, alguns existem apenas em fotografias, outros sequer teve a mesma sorte.
Convido você a fazer a leitura de como será sua área central de sua cidade dentro de alguns anos.  Fique a vontade para comentar...

Por: Ângela Gomes Freire - Professora, Turismóloga e Produtora Cultural